O comentarista Zinho, dos canais Fox Sports, criticou a insistência do São Paulo na saída de bola curta na derrota do time paulista para a LDU-EQU ontem, por 4 a 2, pela Copa Libertadores da América. O segundo gol da equipe equatoriana saiu a partir de uma jogada em que Hernanes perdeu a bola na frente da área do goleiro são-paulino Tiago Volpi.

“São erros bobos. Esse da saída de bola não aconteceu só com o São Paulo, não. E aí vai minha crítica para vários times. Virou modinha isso. Dizem que na Europa eles fazem essa saída de bola, que não tem mais chutão, mas quantos gols não estamos vendo por conta dessa irresponsabilidade. Chega a ser irresponsabilidade. Tem quatro caras pressionando e o Hernanes está de costas. Será que ninguém gritou para ele? Fora que não é para tocar bola ali, né”, disse Zinho em participação no Rodada Fox, ontem.

O ex-jogador afirmou que ainda que a saída de bola com passes possibilite um jogo organizado desde a defesa, não vale à pena correr riscos em determinadas situações, como em jogos decisivos ou em ambientes muito diferentes do que os jogadores estão acostumados – como na altitude de Quito, ontem.

“É bonito sair jogando com a bola no chão, sair com o jogo organizado, planejado. Agora, apertado, decisão, fora de casa, altitude, e você vai arriscar? Aí o torcedor tem razão de reclamar. O Fernando Diniz pode dizer que não aguenta comentário em cima de resultado. Mas o futebol é resultado. Pode jogar bonito o campeonato inteiro, se perder os jogos, vai ser cobrado. E as vitórias trazem confiança para fazer um futebol mais bonito”, concluiu.

Com a derrota, o São Paulo manteve a terceira colocação do Grupo D, com quatro pontos, mas viu o River Plate-ARG, vice-líder, se distanciar com sete pontos. A LDU está na ponta da chave, com nove pontos. O Binacional-PER é o quarto, com três pontos.