Fundado em 25 de janeiro de 1930, o São Paulo Futebol Clube teve o seu primeiro escudo poucos dias após o marco. O modelo foi desenhado pelo estilista alemão Walter Ostrich e Firmiano Morais Pinto Filho, um dos fundadores do clube. Até a data de criação, não havia notícias sobre escudos semelhantes ao da equipe e após a inauguração, times mais antigos do que o clube paulista adotaram o formato.

Até o início dos anos 80, o São Paulo tinha as inicias separadas por um ponto(.). Em 1982, os sinais foram retirados e passou a ser apenas SPFC, sendo assim até a presente data.

As estrelas acima do escudo só devem estar presentes em bandeira e no uniforme. As estrelas amarelas significam cada marca, título mundial ou olímpico de esportes olímpicos e foram adicionados a partir de 1952. As estrelas homenageiam o recorde mundial do salto triplo conquistado Adhemar Ferreira da Silva em 1952 (Jogos Olímpicos de Helsínque) e 1955 (Jogos Pan-Americanos).

Com a reforma estatutária de 2000, cada mundial interclubes ou equivalente seria representado por estrelas vermelhas. O São Paulo conquistou o Mundial Interclubes em 1992 e 1993, e o Mundial de Clubes da FIFA em 2005.

As estrelas amarelas eram restritas apenas a Bandeira Oficial e aos esportes amadores e foram adicionadas em 1996 nos uniformes do time de futebol profissional. As estrelas vermelhas passaram a figurar a partir de 2000, com a última sendo inclusiva em 2006 após a conquista do Mundial de Clubes da FIFA.